segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Lúcia já vou indo....

Gente, outro dia encontrei uma comunidade no orkut do livro "Lúcia já vou indo..." e imediatamente voltei no tempo....
CAP.... como foi importante na minha formação de leitora... Nos divertíamos tanto com esse livro, acho que foi um dos primeiros que li na vida, mas eram tantos que não dá pra classificar.

Este sim, é um ótimo presente para uma criança.

Ela é lerda, lerda, não consegue chegar a tempo a uma festa, coitadinha...

PRONTO! Agora vou danar a falar dos infantis, os maiores responsáveis pela minha compulsão literária.


Coleção: LAGARTA PINTADA
Autor: PENTEADO, MARIA HELOISA
Editora: ATICA
Assunto: LITERATURA INFANTIL
Preço: 19,90
ISBN: 9788508017560

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

O PACIENTE 67


Ontem estava me lembrando deste livro, um policial ESPETACULAR! Adoro bons livros de suspense e o Paciente 67 é disparado o melhor (dos que já li, claro).
Gostaria até falar sobre ele, mas acho que não poderei! Absurdamente surpreendente, do leitor levar susto em determinadas viradas de página.
Quem tiver oportunidade de tê-lo nas mãos, não desperdice! Coloco abaixo sua sinopse, acho que é o máximo que posso fazer, para que o suspense da trama não seja aberto por qualquer coisa que eu diga! ;)
===========================
No verão de 1954, o xerife Teddy Daniels chega a Shutter Island com seu novo parceiro Chuck Aule. A dupla deverá investigar a fuga de uma interna do Hospital Psiquiátrico Ashecliffe, reservado a pacientes criminosos. Sem deixar vestígios, a assassina Rachel Solando escapou descalça de um quarto vigiado e trancado à chave. Os médicos, funcionários e enfermeiras da instituição não parecem dispostos a colaborar com a investigação. E as mentiras parecem vir diretamente do enigmático médico-chefe do hospital. O desaparecimento de Rachel traz à tona uma série de suspeitas sobre o hospital - com suas cercas eletrificadas e guardas armados, talvez ele não seja apenas mais um sanatório para criminosos. Surgem rumores de que uma abordagem radical e violenta da psiquiatria seria lá praticada - as suspeitas incluem desde terríveis experiências com drogas e cirurgias experimentais, até o desenvolvimento de instrumentos a serem usados na Guerra Fria. Enquanto isso, um furacão se aproxima da ilha, precipitando uma revolta entre os presos. Quanto mais perto da verdade Teddy e Chuck chegam, mais enganosa ela se torna.
Autor: LEHANE, DENNIS
Assunto: LITERATURA ESTRANGEIRA - POLICIAL
Preço: 48,50
ISBN: 9788535907209
Beijos e até breve!

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Um momento-dor


Nuvem Negra
Djavan

Não adianta me ver sorrir
Espelho meu
Meu riso é seu
Eu estou ilhada
Hoje não ligo a TV
Nem mesmo pra ver o Jô
Não vou sair
Se ligarem não estou
À manhã que vem
Nem bom-dia eu vou dar
Se chegar alguém
A me pedir um favor
Eu não sei
Tá difícil ser eu
Sem reclamar de tudo

Passa nuvem negra
Larga o dia
E vê se leva o mal
Que me arrasou
Pra que não faça sofrer mais ninguém
Esse amor que é raro
E é preciso
Pra nos levantar
Me derrubou
Não sabe parar de crescer e doer...
=============
É... otimismo é bom. Alegria de viver melhor.
Só que às vezes precisamos de um momento-dor. Daqueles que nos levam a, sozinhos, abrir uma lata de cerveja e pensar na vida. Nos erros, acertos, amigos, amores, família.
De vez em quando, pra deixar claro. Depressão, nunca mais.
Momento-dor é importante em determinadas ocasiões, até mesmo para valorizar os momentos-leveza.
Meu querido poeta Djavan. Amo muita coisa.

BALZAC E A COSTUREIRINHA CHINESA


Este, confesso, é um dos meus favoritos. Provavelmente já li umas dez vezes!

Revolução Cultural na China. Dois rapazes ditos "intelectuais" contam suas aventuras nos anos que tiveram que passar nas montanhas, para reeducação.

Em meio aos trabalhos forçados, eles descobrem a vida na cabana de um amigo que, corajosamente, escondia livros clássicos em um baú e, em meio à essa descoberta, vivem lindas aventuras ao ensinar sobre o mundo dos livros para a Costureirinha, camponesa das montanhas, sensível e inteligente.

O autor, Sijie Dai, passou anos exilado nas montanhas, vítima também da revolução cultural de 68 na China e por isso consegue romancear de forma tão real.



Autor: DAI, SIJIE
Editora: ALFAGUARA BRASIL
Assunto: LITERATURA ESTRANGEIRA
Preço: 29,90
ISBN: 9788560281251

Beijos e boa leitura!

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Meu Jardim - Vander Lee


Tô relendo minha lida, minha alma, meus amores
Tô revendo minha vida, minha luta, meus valores
Refazendo minhas forças, minhas fontes, meus favores
Tô regando minhas folhas, minhas faces, minhas flores
Tô limpando minha casa, minha cama, meu quartinho
Tô soprando minha brasa, minha brisa, meu anjinho
Tô bebendo minhas culpas, meu veneno, meu vinho
Escrevendo minhas cartas, meu começo, meu caminho
Estou podando meu jardim
Estou cuidando bem de mim
===========
Esta música faz parte da minha trilha sonora nos últimos tempos.... Vander Lee é um cara de sensibilidade extremada, suas canções me emocionam e me transportam. Quando penso nele, já penso em algumas que posso colocar aqui para compartilhar.
Pra qualquer recomeço, cuidar bem de nós mesmos já é puro resgate. Cuidar de quem nos ama então... Nossos amigos, filhos são o que de maior valor podemos levar dessa vida.
Beijos!

VOZES DO DESERTO

MA-RA-VI-LHO-SO!
Só assim pra descrever!

Nélida Piñon nos faz viajar com Scherezade, mulher que se arriscou para salvar a vida de outras mulheres da tirania do Califa, e passa mil e uma noites contando todas as histórias de Ali Baba, Simbad, Aladim e muitos outros.

Vivemos junto com ela o sofrimento, o medo de ser morta a cada manhã pelo Califa, as estratégias diárias, sempre deixando no ar o "próximo capítulo".

Ela conta com a presença e ajuda da irmã mais velha e uma escrava, que procuram fazer de tudo para manter no cativeiro em que vivem, um clima familiar.

Lindo livro, daqueles que pegamos e devoramos. ADOREI!

Autor: PINON, NELIDA
Editora: RECORD
Assunto: LITERATURA BRASILEIRA - ROMANCE
Preço: 37,00
ISBN: 9788501069221

Beijos!

ACIMA DE QUALQUER SUSPEITA


Um bom policial. Sabe aqueles livros que você pega pra descansar um pouquinho dos densos? Ou então pra pura distração, sair da realidade? Este é assim. A história é bastante batida: um promotor público se vê acusado de um assassinato que ele próprio investiga. Mas mesmo assim, tem boa estrutura.

Narrado pelo personagem principal, que é um cara retraído, esquisitão, você passa muito tempo na dúvida mesmo e só muito no finalzinho que a verdade vem à tona.

Pra quem quiser se distrair, vale a dica.

Autor: TUROW, SCOTT
Editora: RECORD
Assunto: LITERATURA ESTRANGEIRA
Preço, R$ 48,00
ISBN: 9788501031457

Beijos!

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Ponto Livro Livre


Por falar em Primavera dos Livros, recebi um texto aqui na editora e pedi autorização para divulgar aqui no blog. Parabéns, Mequita, linda iniciativa!!


Ponto Livro Livre

Sigo com interesse os movimentos de distribuição gratuita de livros nas praças, postos de gasolina, pontos de ônibus, e conheço tb o "book crossing" propondo que o livro encontrado seja inscrito na internet, para acompanharmos o seu curioso percurso.
Gosto de ler e acredito na leitura como instrumento de conhecimento e cidadania.
O "Ponto Livro Livre"começou no café da quadra onde moro em Brasília. O dono do "Café Grão Mestre” disponibilizou o mezanino e, com um grupo de amigos, em 24/02/2007, inauguramos no local um espaço cheio de livros, onde os freqüentadores podem deixar, trocar e levar livros... livremente!
No cardápio e nas mesas, informamos aos clientes a proposta, criamos um selo para identificar o movimento e os livros foram chegando e saindo.
Depois de um ano percebi que havia mais de 900 assinaturas no caderno deixado no local, para que os leitores anotassem o nome e o livro retirado.
O sucesso da iniciativa me animou e criei um pequeno kit do "Ponto Livro Livre" com 50 adesivos, modelo de felipeta com informações, algumas reportagens e links na mídia, atendendo, assim, aos donos dos espaços públicos que me procuravam.
O movimento cresceu, aqui em Brasília, hoje você encontra o "Ponto Livro Livre" na "Confeitaria Francesa", em 3 lojas do "Empada Brasil", no "La Boulangerie", em 2 lojas do "Pão Dourado", na "Sorbê" e no restaurante "Oca Lilá", em Alto Paraíso. Em todos eles, no seu espaço de convivência, uma estante, uma mesa e mesmo um carrinho de chá facilitam a "troca" de livros.
A rede de 16 restaurantes "América", 14 em São Paulo, um em Porto Alegre e um no Rio, também aderiu ao "Ponto Livro Livre" e, numa simpática estante no formato de casinha, recebe e troca livros infantis, nos fins de semana.
Em Campos do Jordão, foi aberto um "ponto" no Mercado Municipal.
A "Escola Teatral Confins Artísticos", aqui em Brasília, também abraçou o movimento, e algumas escolas em SP estão estudando para colocar estantes nos recreios.
Outro "ponto" em SP deve ser aberto numa grande empresa para os seus 4.000 funcionários.
Você, editor ou leitor, com certeza freqüenta um café no seu bairro. Lá poderia ter uma pequena estante onde deixaria seus romances já lidos, podendo tb encontrar outros livros... É prazeroso saber que você, liberando seus livros, está seduzindo novos leitores.
É só escolher alguns livros da sua estante e fazer circular.
Mequita Andrade

pontolivrolivre@gmail.com

Palavralida

Fiquei uns dois meses imaginando que nome daria a este meu espaço, e enquanto isso começando e terminando vários livros, mas sem ideia nenhuma...
A palavra pra mim é coisa séria, como aquele ditado, "depois de proferida.... " já era.... Meus livros são meu mundo e não passo dia sequer sem estar com um deles nas mãos.
Mas é possível que de vez em quando apareça aqui também para falar de música, de músicos, dessa palavra diferente, que é palavra-sentida, palavra-ouvida, onde a entonação e a emoção de cada uma delas é mu-si-ca-da.
Minha outra paixão. A música me remete a lugares que não visitaria nem em meus mais absurdos sonhos. E essa história de entonação na palavracantada, para mim, é fantástico.
Beijos e boa semana. Rê

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

A muito intensa Clarice Lispector

Hum.... tudo bem. Pode até ser plágio, uma imitação que remeta à lembrança de outra artista, mas quando leio Clarice, é assim que a sinto, que Fátima não fique chateada, até porque o termo cabe perfeitamente para as duas.
Nem terminei este livro, Legião Estrangeira, mas não me contive e já comecei a falar dele. São treze contos, lindos, intensos, de alguém que só pode ser pura sensação. Sorver suas palavras, tentar buscar o real significado de tudo aquilo é lindo, pra dizer o mínimo.

Quem já teve a oportunidade de ter algum livro de Clarice nas mãos, sabe o que estou dizendo. Quem não, por favor, corra agora e pegue um.

Ela consegue, a partir de um tema aparentemente simples, tecer uma teia de pensamentos e sentidos impressionante! Aliás, acho que é isso: ela pensamento-sentido pura! Por isso você entra em seu texto e chega até o fundo da interpretação.

Linda Clarice. Obrigada por existir.


Coleção: CLARICE LISPECTOR - A legião estrangeira
Autor: Linspectos, Clarice
Editora: Rocco
Assunto: Literatura Brasileira
Preço: 21,00
ISBN: 9788532509451

Beijos!

terça-feira, 18 de novembro de 2008

MEU MARIDO DOSTOIÉVSKI

Anna Grigorevna Snitkina Dostoevskaia, segunda esposa de Dostoiévski, relata seus 14 anos de vida em comum com o escritor. Um livro maravilhoso, escrito por mãos que reverenciam e idolatram o personagem principal.

Anna é apaixonada por seu marido do início ao fim, e traz uma visão familiar e pessoal de Dostoiévski, suas relações com os amigos, parentes e filhos.

Gosto demais de biografias. Geralmente nos faz sentir mais próximos de nossos ídolos. Já li quase toda obra desse gênio, e é fantástico ler como foi feito cada livro, de que forma foi pensado e em que circunstâncias de vida ele aconteceu.

Além disso, conhecer uma vida conjugal daquele tempo, tentar entender a forma como as mulheres lidavam com sua família e filhos naquela época é, sem dúvida, uma viagem pelo túnel do tempo.

“Meu Marido Dostoiévski” vale a pena. Muita coisa.

Autor: DOSTOIEVSKAIA, ANNA GRIGORIEVNA
Editora: MAUAD
Assunto: BIOGRAFIAS, DIÁRIOS, MEMÓRIAS E CORRESPONDÊNCIAS
Preço: R$ 56,50
ISBN: 9788585756901


Beijos!

FELIZ ANO VELHO


Há dois dias comecei a ler novamente Feliz Ano Velho, do Marcelo Rubens Paiva. Texto bom de degustar, palavras fáceis de digerir.
Aliás, é bom frisar: comecei e terminei. Devorei o livro.
É sempre muito bom ler autobiografias, ter a sensação de estar perto do autor, sofrer e se divertir junto com ele.
Marcelo narra com riqueza de detalhes, sentimentos e sensações seu acidente sofrido aos 20 anos de idade, nos faz viver intensamente tudo o que se passa numa cabeça onde o corpo a faz prisioneira. Um rapaz, jovem universitário, com uma vida inteira pela frente.
Adorei!

Autor: PAIVA, MARCELO RUBENS
Editora: OBJETIVA
Assunto: BIOGRAFIAS, DIÁRIOS, MEMÓRIAS E CORRESPONDÊNCIAS
Preço: R$ 34,90
ISBN: 8573027886

Beijos!