terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Um momento-dor


Nuvem Negra
Djavan

Não adianta me ver sorrir
Espelho meu
Meu riso é seu
Eu estou ilhada
Hoje não ligo a TV
Nem mesmo pra ver o Jô
Não vou sair
Se ligarem não estou
À manhã que vem
Nem bom-dia eu vou dar
Se chegar alguém
A me pedir um favor
Eu não sei
Tá difícil ser eu
Sem reclamar de tudo

Passa nuvem negra
Larga o dia
E vê se leva o mal
Que me arrasou
Pra que não faça sofrer mais ninguém
Esse amor que é raro
E é preciso
Pra nos levantar
Me derrubou
Não sabe parar de crescer e doer...
=============
É... otimismo é bom. Alegria de viver melhor.
Só que às vezes precisamos de um momento-dor. Daqueles que nos levam a, sozinhos, abrir uma lata de cerveja e pensar na vida. Nos erros, acertos, amigos, amores, família.
De vez em quando, pra deixar claro. Depressão, nunca mais.
Momento-dor é importante em determinadas ocasiões, até mesmo para valorizar os momentos-leveza.
Meu querido poeta Djavan. Amo muita coisa.
Postar um comentário