terça-feira, 18 de maio de 2010

A Casa Verde

Vou te contar... Para ser o segundo livro de Vargas Llosa o sujeito estava inspiradíssimo. Diz-se que tinha 29 anos quando terminou o romance. E que romance! Ele construiu uma estrutura de texto tão complexa que é preciso prestar o máximo de atenção para não se perder nem se confundir com tanta informação.
Além da estrutura, ele passeia pelo tempo, indo e voltando e nomeando ao bel-prazer os mesmos personagens com apelidos sazonais.
Fantástico. Você percebe quem é quem por suas personalidades tão marcantes.
Há muito tempo não pegava em uma obra tão bela e complexa.
Definitivamente este não é um livro-distração. É para quem quer mergulhar de cabeça com toda concentração possível.
Eu sou fã de carteirinha do autor, ele passeia pelos mais variados tipos de literatura sem perder a essência.
A Casa Verde é um prostíbulo. E em volta dela várias histórias e gerações circulam, trágicas, intensas, romanescas.
Bonifácia é A personagem. Mais do que a Casa, do que o o dono da Casa. Ela é selvática, selvagem, energia amazônica de uma beleza fascinante.
Maravilhoso.

Autor: VARGAS LLOSA, MARIO
Tradutor: ROITMAN, ARI
Tradutor: WACHT, PAULINA
Editora: ALFAGUARA BRASIL
Assunto: LITERATURA ESTRANGEIRA - LATINO-AMERICANA
ISBN: 9788579620041
Preço: 54,90
Postar um comentário