quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Água para elefantes

O que era para ser um romance leve, bem água-com-açúcar, transformou-se em uma história triste. Jacob Jancowski é um senhor de mais de 90 anos que é esquecido pelos filhos que teve com seu grande amor. Vive em uma clínica de repouso sem amor nem carinho dos filhos. O livro é narrado em forma de lembranças de sua vida difícil. Era um universitário às vésperas de se tornar veterinário quando uma tragédia mata seus pais. Ele fica sem família, sem casa, nada. Se aventura em um trem em movimento e começa a trabalhar para um circo como tratador de animais. Lá, conhece seu grande amor, Marlena, casada com um dos gerentes do circo, homem abominável, cruel.

Rosie, elefanta adquirida pela falência de um antigo circo, é a maior atração dos espetáculos que realizam de cidade em cidade. É absurdamente maltratada por August, marido de Marlena. Acredito que a história se perdeu no meio do caminho. O livro foi adaptado para o cinema, não o vi, não sei se a adaptação trouxe mais romantismo à obra, mas passamos o tempo inteiro de leitura com pena desse senhor tão maltratado pela vida. Ao fim, casa-se com sua amada, vivem felizes com seus filhos até que uma doença a leva. A partir daí, Jacob é jogado pelos filhos em um asilo sem a menor compaixão.


Tradutor: BARRETO, ANNA OLGA DE BARROS
Autor: GRUEN, SARA
Editora: ARQUEIRO
Assunto: LITERATURA ESTRANGEIRA - ROMANCES
ISBN: 9788599296158
Preço: 24,90

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Ensaio sobre a cegueira

Lembro-me perfeitamente do dia. Queria um livro forte, que me arrebatasse. Uma amiga indicou-me Saramago (minha amada Bernarda Maia). Passei da primeira à última página absolutamente sem ar. Um dos livros mais fascinantes da minha vida.


Na contracapa, a melhor explicação da metáfora: 'O Ensaio sobre a cegueira' é a fantasia de um autor que nos faz lembrar 'a responsabilidade de ter olhos quando os outros os perderam'. 


É a genialidade desta metáfora que faz o livro ser o que é. Como ser o único ser humano lúcido, quando toda a humanidade está cega?
A estrutura da escrita de Saramago ajuda no comprometimento da respiração. Ele escreve como precisamos ouvir. É como alguém contando uma história em seus ouvidos.
O fato de nenhum personagem possuir nome próprio é outra prova de mestria. A mulher do médico é nossa heroína, a única a ter visão da degradação humana. A treva branca que atinge toda a humanidade leva o mundo ao caos, ao fundo do poço, à aterradora realidade de até aonde pode chegar alguém. 
Indicação das melhores, Ensaio sobre a cegueira tem o poder de nos dar um pouco de visão do mundo e agradecer diariamente se tivermos em nossa vida uma "mulher do médico".


Editora: COMPANHIA DAS LETRAS 
Autor: SARAMAGO, JOSE
Assunto: LITERATURA ESTRANGEIRA - ROMANCES
ISBN: 9788571644953
Preço: 46,50

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Livia Garcia Roza - dona da palavra


"A palavra não esgota a significação; há sempre o silêncio, que contém a verdade."

"O acontecimento nos espera - sempre."

"Compreender é encontrar um lugar diante da palavra."

"Ouvir é fisiológico. Escutar implica em entender."

Obrigada por existir, Livia!

O tigre branco


O livro de estreia do jornalista Aravind Adiga veio com bastante propriedade. Escrito em forma de cartas para o primeiro ministro da China narradas por um motorista particular indiano, a história conta uma Índia diferente da qual estamos habituados a ler. 

Balram Halwai ouve pela rádio que o primeiro ministro fará uma visita em breve ao seu país, então resolve contar a história da sua vida em cartas. Segundo ele, é uma história sobre empreendedorismo, e o político precisa conhecer seu lado obscuro. Segundo Balram, a Índia se divide em duas: a Luz e a Escuridão. Nesta, de onde ele vem, é o lado mais miserável do país, onde o pobre nasce, cresce e morre pobre.

Por isso Balram considera sua própria trajetória um caso de sucesso. Nascido em aldeia da Escuridão, seu pai não lhe deu nome por não achar necessário. Chamavam-no Munna (menino) e somente na escola seu professor achou por bem batizá-lo. Ele sai de sua aldeia miserável e torna-se motorista particular de uma família rica. Aí começam seus primeiros passos empreendedores rumo ao empresariado.

Escrito de forma inteligente, com humor sarcástico e muito deboche, nos envolvemos com este personagem / anti-herói do início ao fim.

Editora: NOVA FRONTEIRA
Assunto: LITERATURA ESTRANGEIRA - ROMANCES
ISBN: 9788520920855
Preço: 39,90