quinta-feira, 4 de agosto de 2011

O tigre branco


O livro de estreia do jornalista Aravind Adiga veio com bastante propriedade. Escrito em forma de cartas para o primeiro ministro da China narradas por um motorista particular indiano, a história conta uma Índia diferente da qual estamos habituados a ler. 

Balram Halwai ouve pela rádio que o primeiro ministro fará uma visita em breve ao seu país, então resolve contar a história da sua vida em cartas. Segundo ele, é uma história sobre empreendedorismo, e o político precisa conhecer seu lado obscuro. Segundo Balram, a Índia se divide em duas: a Luz e a Escuridão. Nesta, de onde ele vem, é o lado mais miserável do país, onde o pobre nasce, cresce e morre pobre.

Por isso Balram considera sua própria trajetória um caso de sucesso. Nascido em aldeia da Escuridão, seu pai não lhe deu nome por não achar necessário. Chamavam-no Munna (menino) e somente na escola seu professor achou por bem batizá-lo. Ele sai de sua aldeia miserável e torna-se motorista particular de uma família rica. Aí começam seus primeiros passos empreendedores rumo ao empresariado.

Escrito de forma inteligente, com humor sarcástico e muito deboche, nos envolvemos com este personagem / anti-herói do início ao fim.

Editora: NOVA FRONTEIRA
Assunto: LITERATURA ESTRANGEIRA - ROMANCES
ISBN: 9788520920855
Preço: 39,90
Postar um comentário