segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Comer, rezar, amar


Três etapas de um longo e tortuoso processo de autoconhecimento. A escritora Elizabeth Gilbert conta neste livro como vivenciou o plano do que achava ser a essência do ser humano: prazer, religião e amor.

Apesar de o tema central ser a depressão e a luta da autora para sair dela, a leitura é bem leve. Aos 34 anos, depois de um divórcio de puro litígio e um amor fracassado, ela planeja uma longa viagem de um ano pela Itália, Índia e Indonésia, preparando-se para passar quatro meses em cada país.

Na Itália entrega-se aos prazeres gastronômicos, faz amigos e vive livremente. Após quatro meses e com dez quilos a mais, parte para uma cidade no interior da Índia e se interna no ashram (eremitério hindu) de sua Guru espiritual, para viver intensamente a prática da meditação e o encontro com Deus. Por fim, parte para a Indonésia, Bali, para encontrar um xamã (sacerdote ou sacerdotisa do xamanismo que entra em transe durante rituais xamânicos, manifestando poderes sobrenaturais e invocando espíritos da natureza, chamando-os a si e incorporando-os em si) que havia conhecido há quatro anos, em sua primeira viagem a Bali. É lá que ela encontra o amor leve e tranquilo que tanto desejou.

Alguns trechos:
“Um conselho: tente não desmoronar o tempo todo ou então isso se torna um hábito.”

“Estou sozinha, inteiramente sozinha, completamente sozinha.
Ao absorver essa realidade, largo minha bolsa, caio de joelhos e encosto a testa no chão. Ali, ofereço ao universo uma fervorosa oração de agradecimento.
Primeiro, em inglês.
Em seguida, em italiano.
E então – só para ter certeza – em sânscrito.”
"As pessoas acham que alma gêmea é o encaixe perfeito, mas a verdadeira alma gêmea é um espelho, a pessoa que mostra tudo que está prendendo você, a pessoa que chama atenção para você mesmo para que você possa mudar sua vida. Uma verdadeira alma gêmea é provavelmente a pessoa mais importante que você vai conhecer, porque elas derrubam suas paredes e te acordam com um tapa. Mas viver com uma alma gêmea para sempre? Não. Dói demais. As almas gêmeas só entram na sua vida para revelar a você uma outra camada de você mesmo, e depois vão embora".
“...passar um tempo sem falar, é uma tentativa de se desvencilhar do poder das palavras, de parar de nos asfixiar com as palavras, de nos libertar de nossos mantras sufocantes.”
“Imagine que o universo é uma imensa máquina giratória. Você quer ficar perto do centro da máquina – bem no eixo da roda-, e não nas extremidades, onde os giros são mais violentos, onde você pode se assustar e enlouquecer. O eixo da calma fica no seu coração. É aí que Deus reside dentro de você. Então, pare de procurar respostas no mundo. Simplesmente retorne sempre ao centro, e sempre vai encontrar a paz.”
Autor: GILBERT, ELIZABETH
Tradutor: ABREU, FERNANDA
Editora: OBJETIVA
Assunto: BIOGRAFIAS/AUTOBIOGRAFIAS/DIÁRIOS/MEMÓRIAS/CARTAS
ISBN: 9788573028928
Preço: 44,90
Postar um comentário