quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Saiu no Publishnews


“O leitor deve ser capaz de ler com fluência, mesmo se você estiver escrevendo metafísica, ou filosofia, ou seja o que for.”
Jorge Luis Borges
Escritor argentino
(1899 - 1986)


“Sempre apreciei mais a mudez, a observação. Talvez, por isso, tenha virado homem de palavras escritas e não das faladas.”
Caio Riter
Escritor brasileiro

“A linguagem e o estilo são ferramentas utilizadas pelo autor para servir à trama, a seus personagens e ao mundo que quer criar.”
Carlos Ruiz Zafón
Escritor espanhol


“Para escrever eu antes me despojo das palavras.”
Clarice Lispector
Escritora brasileira
(1920 - 1977)


Marina

História de amor adolescente cercada de suspense, marca registrada de Zafon. Óscar Drai é um menino que vive num internato, solitário, sem amigos e com a família que o ignora. Em suas andanças pelas ruas de Barcelona, conhece Marina e seu pai, que vivem sozinhos em um misterioso casarão. Óscar logo se apaixona pela amiga e eles começam a se aventurar pelo cemitério e lugares sombrios da cidade.

Numa das visitas ao cemitério, deparam-se com uma cena estranha, onde uma mulher encapuzada leva flores a um túmulo que possui uma marca de borboleta.

Sem querer se veem envolvidos na trama dessa história, são involuntariamente impelidos a ajudar a resolver o mistério por meio de bilhetes anônimos, endereços estranhos, pessoas tão desconhecidas quanto sinistras.

Tempos depois, o rapaz vai embora da cidade na esperança de esquecer toda a história. Volta após 15 anos, certo de que precisa se desvencilhar das sombrias e hediondas lembranças.

O autor revela na quarta capa que Marina é seu livro predileto. Apesar de achar que nada nunca se comparará à Sombra do Vento, outra obra de Zafon, em minha opinião sua obra-prima, Marina é um livro adolescente fascinante pelo suspense e narrativa inteligente.


Autor: RUIZ ZAFON, CARLOS
Tradutor: AGUIAR, ELIANA
Editora: SUMA DE LETRAS BRASI
Assunto: LITERATURA ESTRANGEIRA - ROMANCES
ISBN: 9788581050164
Preço: 24,90