quarta-feira, 25 de julho de 2012

o remorso de baltazar serapião

assim mesmo, tudo com letras minúsculas, do início ao fim. deixarei minhas impressões da mesma forma, já que acabei de ler e estou completamente encantada.

valter hugo mãe foi um presente. a querida lu, fã de carteirinha do autor, trouxe-me este livro para que eu o conhecesse um pouco.

o remorso de baltazar serapião ganhou o prêmio literário josé saramago em 2007 e agora preciso procurar suas outras obras. o livro conta a história de baltazar e sua singular família. originalmente de sobrenome serapião, a família ganhou apelido de "os sargas" por causa de sua velha vaca. conta-se a boca miúda em seu povoado de fins de mundo que os filhos do senhor afonso serapião, ou afonso sarga, foram todos concebidos pela vaca da família e não por sua esposa, uma senhora manca, que foi 'escangalhada' por seu marido para que não fosse muito longe e tivesse tentações da carne.

baltazar possui mais dois irmãos: brunilda e aldegundes. a moça cedo foi trabalhar para dom afonso, dono de todas as terras, um verdadeiro senhor feudal, e além das tarefas domésticas ainda era obrigada a servir seu amo na cama. para seu pai, brunilda prostituiu-se, não passando-lhe pela cabeça que aquilo poderia ser forçado. aldegundes é o caçula e um rapazinho com talentos artísticos que se desenvolveram após o trágica desenlace de sua mãe, morta violentamente por seu pai. a partir daí, aldegundes passa a fazer pinturas de sóis e anjos e bichos à procura do céu onde possa encontrar sua mãe.

baltazar é prometido em casamento para a moça mais bela do povoado, ermesinda. ao ser avistada pelo senhor dom afonso, este logo se encanta pela moça e a obriga a visitá-lo todos os dias de manhã. baltazar é consumido pelo ciúme e, como seu pai, vai deixando a moça cada vez mais deficiente, a começar pelas pernas, braços, um olho e a cabeça. ele transfigura sua mulher, mas ainda vê beleza nela, onde todos a veem como um bicho. ele morre de amores por sua esposa, mas o ciúme violento herdado do pai o transtorna e assim ele vive, entre o remorso e a certeza de estar educando-a para o matrimônio como deve ser.

livro de profunda prosa poética. é o primeiro livro de prosa de valter hugo mãe. merecidíssimo prêmio josé saramago.

Autor: MAE, VALTER HUGO
Editora: EDITORA 34
Assunto: LITERATURA ESTRANGEIRA - ROMANCES
ISBN: 9788573264593
37,00

domingo, 22 de julho de 2012

A esperança de uma mãe

O que acontece quando você tem uma experiência marcante na vida? Como você reage ao perceber traços familiares em seus filhos?
A esperança de uma mãe é a primeira parte de uma saga familiar envolvente, que conta a história de Marta desde sua infância difícil até seu casamento e a relação conturbada com Hildie, uma de suas filhas. O livro mostra como nossa vida e o que passamos influencia na educação e maneira de olhar e lidar com os filhos.
Francine Rivers cadencia o livro com romance e um traço religioso, em que Deus está sempre presente.
Um livro profundo, que fala da complexa relação familiar e o que isso pode desencadear num ser humano.
Marta é uma personagem rígida, embrutecida pelas circunstâncias de ter vivido sob o jugo de um pai extremamente violento e uma mãe fraca e submissa.
Ao formar sua própria família, tenta desesperadamente mudar o rumo da história e, tendo quatro filhos, percebe em sua filha mais velha o mesmo espírito sensível de sua irmã caçula. Por amor, tenta de todas as formas mudar a natureza da filha, que sofre absurdamente com a diferença de tratamento. Quanto mais Hildie, busca a aceitação da mãe por meio de obediência e recato, maior a distância entre as duas.

Algumas partes da quarta capa:

"Na Suíça do início do século XX, a ambiciosa e decidida Marta Schneider sai de casa determinada a fugir do pai violento, da mãe amorosa mas fraca e das restrições impostas às mulheres naquela sociedade.
[...]
Marta espera poder dar aos filhos uma vida melhor, mas aprendeu desde cedo que somente os fortes sobrevivem. Sua rigidez muitas vezes é incompreendida, principalmente pela filha mais velha, Hildemara, que anseia pela aprovação da mãe. Em meio ao drama da Segunda Guerra Mundial, Hildemara se apaixona e começa sua própria família. Mas eventos trágicos e inesperados forçam mãe e filha a encarar os defeitos e o abismo cada vez mais profundo que ameaça separá-las para sempre.
Com uma prosa envolvente e personagens emocionantes, A esperança de uma mãe é a primeira parte de uma saga familiar inesquecível sobre os sacrifícios que toda mãe faz por seus filhos e sobre a natureza do amor incondicional."


Autor: RIVERS, FRANCINE
Editora: VERUS EDITORA
Assunto: LITERATURA ESTRANGEIRA
ISBN: 9788576861331
39,90

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Sobre o outro.

"Quando Paulo fala de Pedro, ficamos conhecendo muito mais sobre Paulo do que sobre Pedro."

Perfeito. Alguém conhece a autoria desta frase? Vi que muitos links se referem a Freud, mas algumas correntes dizem que não é verdade, que isso consta na psicologia há mais tempo.