quinta-feira, 4 de junho de 2009

O JOGO DO ANJO

Humpf... inacreditavelmente não gostei deste livro.

Inacreditavelmente porque a primeira vez que li A Sombra do Vento, do mesmo autor, corri à livraria onde trabalhava para pesquisar qualquer outro título do Carlos Zafon, mas, na época, ainda não existiam outras traduções dele.

Fiquei aguardando ansiosamente por uma publicação em português de outro livro dele e quando saiu O Jogo do Anjo, corri para comprar.

O livro tem tudo para ser fantástico. Contém o suspense na medida certa, característica maravilhosa do autor, mas... ele se perde do meio para o fim.

Temos uma sensação de "ih! perdi que pedaço?" que é incômoda. Os insistentes continuarão na esperança de tudo se explicar mais adiante, mas que nada! Só nos resta elucubrar, confusa e fantasiosamente, quem é quem, onde está Wally, ou seja, o Anjo (que na verdade é um demônio), e tentar, no fim de tudo, tirar as próprias conclusões.

O lado bom é a sensação de familiaridade. A livraria do Sr. Sempre, o Cemitério dos Livros esquecidos, o próprio timbre do autor. Isso é bom. Mas todo esse contexto adicionado à uma história maravilhosa, só mesmo em A Sombra do Vento.

O Jogo do Anjo, para ser um ótimo livro, teria que ter no mínimo mais umas duzentas páginas de história, explicações, esclarecimentos.

Autor: RUIZ ZAFON, CARLOS
Editora: SUMA DAS LETRAS
Assunto: LITERATURA ESTRANGEIRA - ROMANCE
ISBN: 9788560280308
Páginas: 416
Preço: 42,90
Postar um comentário