segunda-feira, 24 de maio de 2010

Amêndoa

Este livro caiu-me nas mãos estes dias e o reli. Já não me lembrava da história muito bem. Este foi o primeiro motivo. O segundo foi minha ancestral curiosidade por relatos arabescos.
Nedjma é um pseudônimo. Badra é sua personagem.
Nossa corajosa autora hoje vive em algum lugar ao norte da África e por motivos óbvios manteve seu nome em sigilo.
Digo óbvios pela repressão sexual que esse povo vive. E ela vem contar o relato de sua vida. Um relato erótico, onde coloca todos os pingos nos is em relação aos anseios mais íntimos das mulheres muçulmanas.
É erótico, sem ser escrachado, como "A Casa dos Budas Ditosos", por exemplo, do João Ubaldo Ribeiro. Ali sim cabia o escracho, por causa do motivo da coleção - Os 7 pecados capitais - onde cada pecado ganharia vida em um livro.
Aqui não. O erotismo vem da palavra engasgada e engolida. Aqui, ela conta como é a vida sexual real das reprimidas mulheres muçulmanas. E de sua natureza quente. E de como isso vira uma bomba-relógio.
Badra começa sua vida ainda na adolescência, em um casamento "arranjado" e odiado. Consegue se livrar do marido déspota e foge para uma cidade mais liberal, onde vivem muitos muçulmanos, mas muitos europeus também.
E ali começa seu longo romance com Driss que, como a própria nos relata, foi seu anjo e seu algoz, seu mestre e carrasco e com ele vive a maior e mais importante relação de sua vida.

Autor: NEDJMA
Editora: OBJETIVA
Assunto: LITERATURA ESTRANGEIRA - ROMANCES

ISBN: 9788573026368 
Preço: 37,90
Postar um comentário