quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Black Boy

Livro autobiográfico, que fala da vida de Richard Wright, marcada pela violência contra os negros no sul dos Estados Unidos na década de 1920. Relato ultra comovente, sensível e inteligentíssimo. Richard foi uma criança maltratada pelos pais, pela família e pela vida. Seu sonho de partir para o Norte realiza-se já adulto. Ele passa a infância e adolescência com a obstinação de viver melhor em outro lugar. Isso fez dele uma pessoa absolutamente íntegra, questionadora e inteligente.

Autobiografias geralmente são mais profundas que biografias. Quando o autor é personagem principal em sua obra, viajamos por sua mente e coração com uma profundidade absurda. Quase sentimos suas angústias, medos, esperanças. Seu pensamento vira nosso pensamento. É incrível.

Apesar da fome, violência e miséria que cercaram sua vida, ele sobrevive devorando livros que vê pela frente. Em um momento de sua vida, conhece um branco que empresta seu cartão da biblioteca da cidade, e ele vê a oportunidade de conhecer todo tipo de literatura. Na época, os negros do Sul eram proibidos de frenquentar bibliotecas, parques, etc. Graças a essa pessoa, Richard conseguiu acesso ao vasto mundo literário que proporcionou, além do talento e inteligência natos, o conhecimento de formas estruturais de linguagem tão importantes para quem deseja escrever.
Belíssimo livro. Pra variar, os mais belos sempre esgotam. Quem puder vasculhar em sebos, vale a pena.

Autor: WRIGHT, RICHARD
Editora: ESPAÇO E TEMPO
ISBN: 9788585114817
Postar um comentário